Siga o copo


Topo
Siga o Copo

Siga o Copo

Cervejaria assume que não é a melhor do mundo e coloca todas no divã

Juliana Simon

2002-05-20T19:08:40

02/05/2019 08h40

Durante os últimos 46 anos, a dinamarquesa Carlsberg se autodenominou "provavelmente a melhor cerveja do mundo". Isso é verdade? Nem mesmo a própria marca acredita.

Em uma ousada jogada de marketing, a empresa não só ouviu haters e divulgou as críticas – como já fizeram velhas conhecidas brazucas, como Skol -, como mudou o slogan para o exigente público britânico.

Veja também

"Provavelmente não é a melhor cerveja do mundo. Então mudamos" foi o jeito de anunciar uma nova receita da puro malte Danish Pilsner – muito semelhante às American Lager, que até os dinamarqueses insistem em chamar de pilsen apesar de ter apenas 3,8% ABV, ser bem leve e clara. Ok.

O mais interessante, porém, não é a nova receita, mais refrescante e equilibrada, nem mesmo o novo slogan, mas o manifesto que "sem querer querendo" deixa muito cervejeiro no divã:

"Em algum momento, perdemos nosso rumo. Focamos em produzir quantidade, não qualidade. Nos tornamos uma das mais baratas, mas não das melhores".

Moral da história

Autocrítica cervejeira é uma análise importante para todo mundo que produz, do panelinha às gigantes do mercado. Para as enormes, não faltam recursos para aprimorar receitas e tentar manter a popularidade, mas… e para os outros?

Como disse Randy Mosher, para os caseiros e pequenas cervejarias, botar a cara nos concursos é essencial. Além disso, não é difícil encontrar profissionais qualificados para dar aquele toque que falta para sua receita ficar legal.

Gosto é gosto, claro, mas ouvir bebedores leigos e especializados – sim, os dois – pode dar uma boa ideia de que estilos escolher e como executar a receita para além do seu próprio paladar.

"Bombar no Insta" parece uma enorme besteira se você não tem a melhor cerveja do mundo ou se não está nem tentando produzi-la.

COMO ESTAMOS BLOGUEIRANDO? Críticas, elogios, sugestões, desabafos? Aceitamos em InstagramFacebook e até no Untappd.

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista da Universa, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

Representando quase metade do mercado consumidor da cerveja, as mulheres estão conquistando espaços inéditos neste mundo. Seja como mestres cervejeiras, sommelières, “confrades” ou apaixonadas pela bebida mais popular do Brasil e do mundo. É o espaço para dicas, novidades, provocações e reportagens descontraídas para quem já adora ou quer saber mais sobre este universo.