Siga o copo


menu
Topo
Siga o Copo

Siga o Copo

"Puro malte é melhor?" volta aos holofotes. O que isso muda no seu copo?

Juliana Simon

2007-01-20T19:08:07

07/01/2019 08h07

Prestes a voltar com toda força graças ao início da campanha da Skol Puro Malte por aí, o debate sobre a cerveja com água, malte, lúpulo e levedura – e nada, nada mais – é mais uma chance de cutucar paladar e ideias.

O lançamento confirmado já no finzinho de 2018 deu um pequeno nó na cabeça de alguns círculos cervejeiros: de um lado, os consumidores da tradicional Skol Pilsen – que é, na verdade, uma Standard American Lager, como já explicamos a diferença aqui – e do outro, cervejeiros que batalham para mostrar para o público que PURO MALTE NÃO É GARANTIA DE CERVEJA DE QUALIDADE (nem adjunto é sinônimo de bebida sem valor), apesar do mito reverberado por aí e também explorado neste blog.

O que importa…

… para o consumidor

Se a proposta é de uma puro malte de corpo e sabor mais suaves que os outros exemplares do mercado, a Skol entrega. Esse blog comparou a novidade a uma potencial concorrente. Lado a lado, Heineken é mais encorpada e o sabor mais intenso que a Skol Puro Malte. O veredito? Depende do seu gosto, leitor.

Lembrando que os adjuntos, como milho da Skol tradicional, dão leveza à cerveja, a Puro Malte é de intrigar qualquer bebedor. E, segundo o mestre-cervejeiro Leon Maas, é fruto de um processo desenvolvido por cervejeiros brasileiros e belgas que levou cinco anos e "quem mandou" foi o consumidor, que queria uma cerveja puro malte para praia, churrasco e verão.

Para Leon, a nova cerveja é só mais um passo para a variedade cervejeira. Os fãs de puro malte podem ter um a opção mais fácil de consumir e os consumidores da Pilsen ganham uma chance de experimentar algo novo.

Nesse sentido, é um pequeno passo para muito beerchato, mas um enorme passo para quem não larga mão da "cerveja de sempre".

O que importa…

…. para quem pensa cerveja além do copo

Como nem só de beber vive o cervejeiro, ter uma puro malte no portfólio da marca mais popular do país preocupa quem quer vender, além da bebida, a famigerada cultura cervejeira.

Se a própria Skol tentou popularizar conceitos distantes do público geral com a Hops ao falar de lúpulo, colocar "puro malte" em evidência só pelo viés do consumo pode fazer a marca "voltar casas" na educação de um público que adora cerveja, mas sabe ainda muito pouco sobre ela.

Então queremos saber: como ela vai chegar como informação cervejeira? Maria Fernanda Albuquerque, diretora de marketing da marca, conta que, ao contrário do que a Hops animou, a ideia é descontrair, não explicar.

"Decidimos brincar um pouco e fizemos algumas perguntas que pudessem despertar a curiosidade do público: seria possível lançar uma cerveja puro malte que não fosse pesada e que pudesse ser consumida em diferentes ocasiões? Skol Puro Malte? Seria isso uma fake News? Então a campanha é sobre o 'não lançamento'". Uma série de vídeos nas redes oficiais da marca dá o tom da campanha que chegar pra valer no domingo (13).

Em resumo, se a ideia da marca gigantesca é chegar a um público que nenhuma outra conseguiu – os bebedores que querem leveza E puro malte -, ganha quem bebe. Já para quem ainda se vira para explicar cerveja, é uma válida provocação de explorar o que parece básico, mas que para o ENORME público ainda é blablablá de "cheiradores de copo".

Quem viver… hum…verá 😉

COMO ESTAMOS BLOGUEIRANDO? Críticas, elogios, sugestões, desabafos? Aceitamos em InstagramFacebook e até no Untappd.

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista da Universa, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

Representando quase metade do mercado consumidor da cerveja, as mulheres estão conquistando espaços inéditos neste mundo. Seja como mestres cervejeiras, sommelières, “confrades” ou apaixonadas pela bebida mais popular do Brasil e do mundo. É o espaço para dicas, novidades, provocações e reportagens descontraídas para quem já adora ou quer saber mais sobre este universo.