Siga o Copo

Topo

Se faltava um filme sobre cerveja, agora existe uma superprodução

Juliana Simon

18/07/2019 08h34

A bebida mais popular nos copos do mundo nunca foi a mais lembrada nas telonas.

Bebedores de vinho devem se recordar de "Sideways – Entre Umas e Outras", os de whisky contam com ótima ficção "A Parte dos Anjos", os adoradores de drinks têm mil referências pop, como James Bond.

Veja também

E as cervejas?

Elas já ganharam séries e reality shows, mas faltava um filme sobre o tema. Não falta mais.

Sob a batuta do premiado diretor Heitor Dhalia e patrocinado pela Cervejaria Ambev, "Em Busca da Cerveja Perfeita" chega aos cinemas em 18 de julho com cara de superprodução.

Por que emociona

Amigo cervejeiro, precisa ter um coração muito peludo para não se abalar pelos lindos takes de cerveja servida, malte tostado, plantações de lúpulo e cenários como mosteiros belgas e cervejarias dos sonhos.

E de nada adiantaria beleza sem conteúdo: "Em Busca da Cerveja Perfeita" é uma aula "express" de cerveja (61 minutos, precisamente) lotada de informações dadas por nomes respeitados no mundo todo. Foram mais de 20 entrevistas com mestres da bebida, como Kathia Zanatta, Luís Celso Jr., Willy Buholzer e Cilene Saorin.

Escolas cervejeiras, ingredientes e trajetórias de cada um compõem essa prerrogativa da cerveja perfeita. Ela existe?

Todo mundo sai um pouco mais cervejeiro

Um "homem do vinho", como se autointitula, Heitor Dhalia não esconde que a cerveja conquistou um novo espaço em sua vida.

Em conversa com o blog, o diretor de produções de ficção como "O Cheiro do Ralo" compara seus documentários "On Yoga: Arquitetura da Paz" e agora o "Em Busca da Cerveja Perfeita" com a mesma paixão por um mergulho no desconhecido.

"Queria trazer a perspectiva de alguém que não sabia nada sobre cerveja, como eu.

O tempo todo fui surpreendido. Não sabia como a história da cerveja é ligada à história da humanidade", conta.

Hoje, Dhalia diz que olha para cerveja de outro jeito. "Comparo ao mainstream e ao filme de arte. Gosto das mais artesanais, com assinatura". Nasce um cervejeiro.

Foram tantas as histórias e personagens que conheceu que Heitor cita até mesmo oportunidades de uma parte 2, já que faltaram lugares – como EUA, Inglaterra e África – e histórias a se explorar. (Com todo respeito, Heitor… mas pode dar até mais que uma trilogia 🙂 ).

A pergunta que você vai fazer: é só Ambev?

Seria muita inocência acreditar que não há um interesse de mercado por trás do filme, porém, por mais que role uma evidente e esperada predominância de produtos e profissionais atrelados à cervejaria, o documentário é universal e exerce um papel importante ao levar conhecimento básico a um público que ama cerveja mas não sabe bem como é feita ou a enorme variedade que tem.

Se um "brahmeiro" sair do cinema com aquela ponta de vontade de pelo menos conhecer os outros vários estilos, todo mundo ganha.

Um mínimo spoiler: não, não tem só cerveja das marcas da Ambev, não é mesmo Verso?

No fim das contas, água, malte, lúpulo e levedura só chegam longe com paixão. É impossível sair do cinema sem brilho nos olhos sabendo que a cerveja conquistou seu papel de direito: agora o de estrela de cinema.

Serviço

Nos cinemas a partir de 18/7 em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife, Salvador e Belo Horizonte. Para mais informações: embuscadacervejaperfeita.com.br

COMO ESTAMOS BLOGUEIRANDO? Críticas, elogios, sugestões, desabafos? Aceitamos em InstagramFacebook e até no Untappd.

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista do UOL, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

O Siga o Copo é espaço para dicas, novidades e reportagens para quem já adora ou quer saber mais sobre o universo cervejeiro e de mais bebidas.

Siga o Copo