Siga o copo

PUBLICIDADE
Topo

Siga o Copo

Amarga no nome, inglesa no coração e fácil na boca: conheça a bitter ale

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juliana Simon

05/02/2019 09h15

Nem toda cerveja precisa ter "altas complexidades" para se fazer especial. No caso das históricas "bitter ales " britânicas, a tradição é enorme, mas não há nada de muita loucura no gole.

Icônicas nos pubs ingleses, as amarguinhas surgiram no fim do século 19 e por lá, são servidas em chope, em baixa pressão e a temperatura ambiente – para horror de muito turista desavisado.

Veja também

Por aqui, elas chegam em garrafas bem mais carbonatadas (aka "fazem mais espuma") e um tanto mais alcoólicas. Mas também já ganham algumas versões "Made In Brazil", em cervejarias como Krug e Dama, em uma versão sazonal.

Três em uma

Dentro do estilo bitter há três subdivisões que fazem diferença:

Ordinary Bitter, a comum: álcool em torno de 3,5%, leve, amargor médio e presença marcante de um docinho do malte. Ideal para começar a brincadeira sem queimar a largada.

Special Bitter, a irmã do meio: mais cor, mais álcool (até 4,8%), mais peso, mais amargor e mais dulçor. Se você achou a Ordinary meio sem graça – e muita gente acha. DSCLP, IGLESES -, essa já fica mais interessante.

Extra Special Bitter, a queridona: ainda mais cor, álcool (chegando a mais de 5%), mais corpo, mais amargor (calma que não é IPA) e, sim, mais dulçor de malte. Não à toa a que encontra mais receptividade fora da Inglaterra. Em um gif:

Para sua experiência ficar um verdadeiro pub inglês, as três combinam com pratos típicos de lá, como fish and chips e a Shepards Pie, torta de carne com purê de batata.

English, pero no mucho más

Entre as bitters mais tradicionais do mundo, se destacam as da cervejaria Fuller's e… breaking news:

Após 174 anos de tradição, a empresa vendeu seu braço cervejeiro no fim de janeiro para a multinacional japonesa Asahi por 250 milhões de libras (cerca de R$ 1,1 bilhão). A ideia dos britânicos é passar a investir pesados em pubs e hoteis.

Só podemos torcer para que nada mude dentro das garrafas, latas e pints.

Onde encontrar as bitters

London Pride, da Fuller's

Baseada numa receita do século 19, é uma cerveja clássica inglesa, bem equilibrada entre dulçor, sabor de caramelo e leve amargor. ABV: 4,7%
IBU: 35. Preço sugerido: R$ 26,50 (garrafa de 500 ml). Onde encontrar: Boxer Beers

Sacarsmo, da Krug 

 

 

De receita inglesa, ela aparenta um toque mais adocicado no início, mas a cada gole, o amargar aparece e persiste. ABV: 6,0% IBU: 40. Preço sugerido: R$ 25. Onde encontrar: Bier & Wein

Honkers Ale, da Goose Island 

 

Inspirada em visitas do fundador da marca, John Hall a pubs ingleses, ela combina aroma de lúpulo frutado com um rico meio malte para criar uma cerveja equilibrada. Preço sugerido: R$16,90 (garrafa de 355 ml). Onde encontrar: Empório da Cerveja.

ESB, da Fuller's 

 

Fuller's ESB funda estilo Extra Special Bitter em 1970. Com notas tostadas e de caramelo, é equilibrada pelos lúpulos ingleses abundantes, herbáceos e terrosos. ABV: 5,9%.  IBU: 35. Preço sugerido: R$ 23,50 (lata de 500ml) e R$ 19,90 (garrafa de 330 ml). Onde encontrar: Boxer Beers

IPA, da Greene King 

Produzida com duas variedades de lúpulo tipicamente inglesas, Challenger e First Gold, é uma ale acobreada, balanceada e refrescante.  ABV: 3,6%. Preço sugerido: R$ 19,90 (lata de 500ml). Onde encontrar: Boxer Beers.

COMO ESTAMOS BLOGUEIRANDO? Críticas, elogios, sugestões, desabafos? Aceitamos em InstagramFacebook e até no Untappd.

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista do UOL, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

O Siga o Copo é espaço para dicas, novidades e reportagens para quem já adora ou quer saber mais sobre o universo cervejeiro e de mais bebidas.