Siga o copo


menu
Topo
Siga o Copo

Siga o Copo

Amarga no nome, inglesa no coração e fácil na boca: conheça a bitter ale

Juliana Simon

05/02/2019 09h15

Nem toda cerveja precisa ter "altas complexidades" para se fazer especial. No caso das históricas "bitter ales " britânicas, a tradição é enorme, mas não há nada de muita loucura no gole.

Icônicas nos pubs ingleses, as amarguinhas surgiram no fim do século 19 e por lá, são servidas em chope, em baixa pressão e a temperatura ambiente – para horror de muito turista desavisado.

Veja também

Por aqui, elas chegam em garrafas bem mais carbonatadas (aka "fazem mais espuma") e um tanto mais alcoólicas. Mas também já ganham algumas versões "Made In Brazil", em cervejarias como Krug e Dama, em uma versão sazonal.

Três em uma

Dentro do estilo bitter há três subdivisões que fazem diferença:

Ordinary Bitter, a comum: álcool em torno de 3,5%, leve, amargor médio e presença marcante de um docinho do malte. Ideal para começar a brincadeira sem queimar a largada.

Special Bitter, a irmã do meio: mais cor, mais álcool (até 4,8%), mais peso, mais amargor e mais dulçor. Se você achou a Ordinary meio sem graça – e muita gente acha. DSCLP, IGLESES -, essa já fica mais interessante.

Extra Special Bitter, a queridona: ainda mais cor, álcool (chegando a mais de 5%), mais corpo, mais amargor (calma que não é IPA) e, sim, mais dulçor de malte. Não à toa a que encontra mais receptividade fora da Inglaterra. Em um gif:

Para sua experiência ficar um verdadeiro pub inglês, as três combinam com pratos típicos de lá, como fish and chips e a Shepards Pie, torta de carne com purê de batata.

English, pero no mucho más

Entre as bitters mais tradicionais do mundo, se destacam as da cervejaria Fuller's e… breaking news:

Após 174 anos de tradição, a empresa vendeu seu braço cervejeiro no fim de janeiro para a multinacional japonesa Asahi por 250 milhões de libras (cerca de R$ 1,1 bilhão). A ideia dos britânicos é passar a investir pesados em pubs e hoteis.

Só podemos torcer para que nada mude dentro das garrafas, latas e pints.

Onde encontrar as bitters

London Pride, da Fuller's

Baseada numa receita do século 19, é uma cerveja clássica inglesa, bem equilibrada entre dulçor, sabor de caramelo e leve amargor. ABV: 4,7%
IBU: 35. Preço sugerido: R$ 26,50 (garrafa de 500 ml). Onde encontrar: Boxer Beers

Sacarsmo, da Krug 

 

 

De receita inglesa, ela aparenta um toque mais adocicado no início, mas a cada gole, o amargar aparece e persiste. ABV: 6,0% IBU: 40. Preço sugerido: R$ 25. Onde encontrar: Bier & Wein

Honkers Ale, da Goose Island 

 

Inspirada em visitas do fundador da marca, John Hall a pubs ingleses, ela combina aroma de lúpulo frutado com um rico meio malte para criar uma cerveja equilibrada. Preço sugerido: R$16,90 (garrafa de 355 ml). Onde encontrar: Empório da Cerveja.

ESB, da Fuller's 

 

Fuller's ESB funda estilo Extra Special Bitter em 1970. Com notas tostadas e de caramelo, é equilibrada pelos lúpulos ingleses abundantes, herbáceos e terrosos. ABV: 5,9%.  IBU: 35. Preço sugerido: R$ 23,50 (lata de 500ml) e R$ 19,90 (garrafa de 330 ml). Onde encontrar: Boxer Beers

IPA, da Greene King 

Produzida com duas variedades de lúpulo tipicamente inglesas, Challenger e First Gold, é uma ale acobreada, balanceada e refrescante.  ABV: 3,6%. Preço sugerido: R$ 19,90 (lata de 500ml). Onde encontrar: Boxer Beers.

COMO ESTAMOS BLOGUEIRANDO? Críticas, elogios, sugestões, desabafos? Aceitamos em InstagramFacebook e até no Untappd.

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista da Universa, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

Representando quase metade do mercado consumidor da cerveja, as mulheres estão conquistando espaços inéditos neste mundo. Seja como mestres cervejeiras, sommelières, “confrades” ou apaixonadas pela bebida mais popular do Brasil e do mundo. É o espaço para dicas, novidades, provocações e reportagens descontraídas para quem já adora ou quer saber mais sobre este universo.