Siga o copo

PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Siga o Copo

Como cozinhar com cerveja - e nunca mais beber da mesma maneira

Juliana Simon

10/05/2020 04h30

(Crédito: Unsplash)

"Comer, beber, harmonizar" soa como um bom mantra para relaxar em tempos difíceis, mas, graças a um trio poderoso de cervejeiras, a sentença é também uma união de forças para espalhar a cultura da bebida — e abrir o apetite.

Como diferentes trajetórias no mundo cervejeiro, as três sommelières Fernanda Meybom, Daiane Colla e Marina Vasconcelos colocaram estes três verbos divinos como nome de um blog imperdível para quem adora se aventurar entre panelas, pratos e taças. O trio compartilha suas trajetórias, dias e, claro, receitas com o Siga o Copo.

Veja também

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Comer, Beber, Harmonizar (@comerbeberharmonizar) em

Para quem só conhece aquele famoso prato de frango na cerveja preta, está na hora de ir além. Você, leitor, já provou bolo de cerveja?

Do bolo ao estrogonofe

Foi assim que Fernanda começou na mistura culinária-cervejeira, com o doce feito à base de Stout.

"Estava fazendo aula de inglês e meu professor era britânico, então normalmente conversávamos sobre cerveja. Um dos meus trabalhos foi um artigo sobre a Guinness e nele tinha uma receita de bolo de cacau com a cerveja. Corri para comprar os ingredientes e fiz a receita no mesmo dia. Desde então não parei mais de fazer bolos de cerveja", conta.

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Comer, Beber, Harmonizar (@comerbeberharmonizar) em

"Hoje a cerveja vai como ingrediente desde um simples petisco do churrasco, como a pastinha para o pão de alho, passando pelo prato principal como costelinhas de porco marinadas na cerveja ou estrogonofe com cerveja quadrupel (cuja receita você pode seguir abaixo), até a sobremesa como brownie de stout'.

E Fernanda dá a dica: aproveite a quarentena para testar seu potencial de mestre-cuca cervejeiro — ela já desenvolveu mais 20 receitas durante o isolamento.

Entre duas paixões

Marina, por outro lado, leva as paixões entre confeitaria e cerveja em paralelo: primeiro veio a receita de torta de limão ("que não leva cerveja AINDA") e depois a cerveja artesanal.

Desde 2006, usa a bebida como ingrediente das mais diversas receitas, principalmente nos preparos do mundo da confeitaria. "Comecei assim como muitos, com o famoso brigadeiro de Guinness. Dentre muitas receitas que deram certo, a mais chocolatuda e vegana dos meus malabarismos na cozinha: Dark Fudge Beer Cake (cuja receita também está abaixo)", indica.

Caçadora de harmonizações

Do trio, Daiane assume que é a que menos cozinha e gosta de cozinhar. "Gosto mais de comer mesmo". E não esconde que sua pesquisa na área está mesmo nas viagens regadas a ótima comida e cervejas, claro.

"Já a harmonização é uma realidade há pelo menos uns 7 anos. Sempre busco explorar opções de harmonização tanto em casa, quanto em restaurantes. A ideia é sempre tentar encontrar combinações fora do comum, forçando os limites e encontrando assim um terceiro sabor", conta.

A gente veio pra beber, comer ou conversar?

Como outras bebidas, como licor, vinho e conhaque, a cerveja também vai adicionar sabor e contribuir para o preparo da comida. E a variedade de estilos é tamanha que, como diz o power trio do "Comer, Beber, Harmonizar" com certeza sempre vai ter uma cerveja que combina com determinada receita.

Antes de correr para as garrafas e panelas saiba que:

  • Sim, você vai abrir sua cerveja e destinar um pouco a receita (e não, não é um desperdício);
  • Não, não vá seco na IPA para cozinhar com cerveja. As muito lupuladas ou amargas (seja por maltes tostados ou lúpulo) podem amargar determinados pratos
  • Não, você nunca mais vai beber do mesmo jeito depois que descobrir o potecial da cerveja além do copo.

ÀS RECEITAS!

Estrogonofe

Ingredientes

  • 500 g de miolo de alcatra em bifes
  • 150 g de cogumelos-de-paris
  • 1/2 cebola
  • 1 dente de alho
  • 2/3 xic de creme de leite fresco ou creme de leite em lata
  • 2 colheres (sopa) de extrato de tomate
  • 1 colher (sopa) de ketchup
  • 1 colher (sopa) de molho inglês
  • 3 colheres (sopa) de cerveja estilo quadrupel ou belgian dark strong ale
    sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto

Modo de preparo

Corte os bifes em tiras e transfira para uma tigela.

Numa tábua, corte os cogumelos-de-paris em 3 fatias e reserve.

Pique fino a cebola e o alho. Leve ao fogo médio em uma panela média, regue azeite e doure as tiras de carne aos poucos – se colocar todas ao mesmo tempo, elas vão soltar o próprio líquido e cozinhar no vapor, em vez de dourar.

Diminua o fogo da panela para baixo e regue azeite. Adicione a cebola e refogue até murchar. Junte o alho e mexa por apenas 1 minuto aproximadamente.

Acrescente o extrato de tomate, o ketchup e mexa bem. Adicione o molho inglês e a cerveja. Junte os cogumelos e misture delicadamente. Regue com o creme de leite, tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto. Misture bem e deixe cozinhar em fogo médio.

Depois que começar a ferver, deixe cozinhar por mais 15 minutos, mexendo de vez em quando, até o molho engrossar. Desligue o fogo e sirva a seguir com arroz branco soltinho e batata palha.

Harmonização: Por semelhança, utilize a própria cerveja que foi feita a receita. Ainda é possível usar lagers escuras com maltes tostados como Dunkel e Schwarzbier. Uma Doppelbock, mais alcoólica, também funcionaria bem com o prato que é gorduroso. Por complemento, funcionaria também com uma Dubbel, com maltes escuros e ésteres que remetem a frutas secas.

Dark Fudge Beer Cake

Bolo:

  • 225g de farinha de trigo
  • pitada de sal
  • 1 1/2 col. de bicarbonato de sódio
  • 74g de cacau em pó
  • 250g de açúcar mascavo
  • 75g de óleo de coco
  • 375ml de cerveja escura (Estilos: porter, imperial porter, stout, imperial sout)
  • 1 e 1/2 col. de vinagre de maçã

Cobertura:

  • 75g de óleo de coco
  • 50g de açúcar mascavo
  • 1 e 1/2 col. de cacau em pó
  • 60ml de cerveja escura (porter, imperial porter, stout, imperial sout)
  • 75g de chocolate amargo picado

Modo de preparo

Em uma panela, coloque os ingredientes da cobertura, exceto o chocolate picado. Esquente e em seguida, acrescente o chocolate picado, mantenha o fogo aceso até o completo derretimento do chocolate. Assim que a cobertura estiver homogênea, desligue o fogo e reserve.

Para o bolo, em uma vasilha, coloque o açúcar mascavo, o óleo de coco, a cerveja levemente aquecida e o vinagre de maçã. Em seguida acrescente os secos, sempre peneirando. Coloque em forma (aproximadamente 20cm de diâmetro) untada e forrada com papel manteiga. Assar em forno pré aquecido a 180ºC, de 25 a 30 minutos.
Despeje a cobertura sobre o bolo já frio e decore à gosto. Pode usar frutas vermelhas e lascas de coco.

Harmonização: Experimente harmonizar com a própria cerveja da receita (nessa foi usada Imperial Stout) ou com uma Imperial Porter. Ainda é possível agregar novos sabores a harmonização utilizando essas mesmas cervejas envelhecidas em barril ou os mesmos estilos com adição de castanhas, frutas vermelhas ou coco. Para uma outra experiência sensorial opte por cervejas ácidas complexas com cerejas, framboesa ou mirtilo como as Fruit Lambics.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista do UOL, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

O Siga o Copo é espaço para dicas, novidades e reportagens para quem já adora ou quer saber mais sobre o universo cervejeiro e de mais bebidas.