Siga o copo

PUBLICIDADE
Topo

Siga o Copo

Cerveja melhor que político? No Outubro Rosa, ela faz a diferença

Conteúdo exclusivo para assinantes

Juliana Simon

03/10/2018 08h27

Você já pode ter visto este título antes, talvez numa matéria dessa blogueira aqui sobre cervejas trapistas, antes de nascer o Siga o Copo. Não poderia ser resgatado em melhor momento: Outubro Rosa, um mês dedicado ao combate ao câncer de mama.

Não estamos falando de candidatos (olha que refresco, leitor), mas de cervejarias que estão usando a bebida como agente social, de conscientização, prevenção e ação sobre a doença.

Brassar e agir

Entre uma das várias ações que vão ocorrer pelo Brasil, se destaca a cerveja Batom Vermelho. A Catharina Sour com maracujá e hibisco foi resultado da união de confrarias e coletivos femininos para celebrar a data.

São elas: Maria Bonita Beer – Recife PE (48 integrantes), Puro is Malte – Petrolina PE (13 integrantes), Lupulindas – Belém PA (17 integrantes), Batom Malte – Macapá AP (16 integrantes), Confradelas – Fortaleza CE (72 integrantes), Tulipas Salvador – Salvador BA (21 integrantes), Amazonas Cervejeiras – Manaus AM (11 integrantes), The Queens – Natal RN (16 integrantes), Däs Könfrädessäs – Brasília DF (16 integrantes), Ceva das Minas – Porto Alegre RS (80 integrantes), Minas Cervejeiras – Belo Horizonte MG (50 integrantes), Confraria Cervejeira Mulheres do Malte – Rio de Janeiro RJ (30 integrantes), Beba como uma Garota – Juiz de Fora MG (8 integrantes), Cervejeiras Cariocas – Rio de Janeiro RJ (12 integrantes), ELA – Vários estados (30 integrantes), Ordem das Cervejeiras – Florianópolis SC (10 integrantes), Confece – Belo Horizonte MG (10 integrantes), MovCeu – Uberlândia SP (12 integrantes), Capixabeer – Vitória ES (17 integrantes) e Fulô de Mandacaru – João Pessoa PB (7 integrantes). Ufa!

Idealizada pela Confraria Maria Bonita Beer e em parceria com a Cervejaria Dádiva, foram produzidos 2 mil litros da bebida e com as vendas (com data ainda não anunciada), a união das poderosas espera compartilhar informações básicas sobre a prevenção desse câncer, além de arrecadar dinheiro para instituições que trabalhem com a prevenção.

A cerveja levou o nome Batom Vermelho por representar a importância da valorização da autoestima feminina, especialmente das que passam por tratamento contra o câncer.

Inspirações

Há três anos, a confraria Maria Bonita participa da brassagem do dia da mulher da PBS – Pink Boots Society, uma ONG americana que trabalha pela profissionalização da mulher no mercado cervejeiro.

"Infelizmente os braços da ONG não chegam aqui no Brasil. E desde então que pensamos em fazer algo brasileiro", conta Nadhine França, analista de sistemas, cervejeira caseira, diretora da confraria e idealizadora do projeto.

A produção foi feita com os moldes parecidos com o que foi o Coletivo ELA, que, em 2016, produziu uma cerveja no estilo Barley Wine para arrecadar dinheiro para instituições contra a violência contra a mulher.

A Batom Vermelho é só o 1º passo para uma Associação Feminina Cervejeira, que pretende "disseminar a cultura cervejeira, fomentar a profissionalização da mulher no meio cervejeiro, promover o consumo consciente, realizar medidas contra o machismo tanto no ambiente profissional, quanto nos ambientes de consumo".

Mais iniciativas

Outra iniciativa especial para o mês é a da Way Beer, de Curitiba, que criou um copo especial com o símbolo do Outubro Rosa. A verba arrecadada com a venda, será revertida para a Liga Paranaense de Combate ao Câncer. É possível encontrar os copos na própria cervejaria ou em parceiros da Way por R$ 5.

Além disso, no dia 27 de outubro, a cervejaria vai promover o Saturday Way Outubro Rosa com chope rosa (Pink IPA), feito especialmente para o mês de outubro.

A Daoravida, de Campinas, também está fazendo a sua parte e terá em seu taproom doação de cabelo e lenços, além de compra de camisetas para a ONG Alara.

Aquela sua cervejaria do coração pode ser um pontinho de mudança – e não precisa de horário político para te convencer a participar.

COMO ESTAMOS BLOGUEIRANDO? Críticas, elogios, sugestões, desabafos? Aceitamos em InstagramFacebook e até no Untappd.

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista do UOL, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

O Siga o Copo é espaço para dicas, novidades e reportagens para quem já adora ou quer saber mais sobre o universo cervejeiro e de mais bebidas.