Siga o Copo

Topo
Siga o Copo

Siga o Copo

"Panelinhas" dos destilados espalham gin artesanal made in Paraná

Juliana Simon

06/08/2019 10h57

Aqui no Siga o Copo a gente já falou um tanto sobre os cervejeiros caseiros, mas o que você sabe sobre fazer destilados em casa?

Aqui, se sabia nada de nada e uma visita à Escola da Cachaça, em São Paulo, provou que é possível não só brincar com a famosa "caninha", como rum, vodca e a grande estrela dos dias de hoje, o gin.

Veja também

Fazer por hobby é uma delícia, mas como muitos "panelinhas" das cervejas, tem gente que sonha mais alto. Ex-aluno do curso de Mestre dos Destilados, Guilherme Bossoni resolveu levar esse gosto para além do hobby e foi um dos fundadores do gin Hambre, de Pinhais (Paraná) – 45% ABV de belezinha.

Da panela de destilação de casa à fábrica

Ele conta que a ideia surgiu entre amigos, em 2016. Um dos sócios, Eduardo Alves, morava na Alemanha e lá se apaixonou pela bebida. De volta ao Brasil, ele e Guilherme montaram uma receita para fazer em casa e harmonizar com jantares.

No curso online, entre técnicas comuns a várias bebidas e peculiaridades, a dupla escolheu o gin após mais de 50 receitas. Depois disso, foram mais 10 produções até fazer o ajuste fino de processos e quantidades até finalmente lançar o Hambre, em fevereiro deste ano.

Lá na fase informal, o pequeno alambique de cobre produzia cinco litros. Três anos depois, o equipamento cresceu, assim como as ambições, e gera-se até oito mil garrafas de 750ml por mês.

Guilherme Baptista, Guilherme Neme Bossoni e Eduardo Pereira Alves

Inspiração alemã

Fãs de gins como The Duke e o Elephant Gin, os sócios se inspiram nas produções alemãs, conhecidas pelo gosto mais acentuado e alta complexidade, e investe alto em ingredientes especiais, como zimbro da Polônia, canela do Sri Lanka, coentro da Bulgária e baunilha orgânica da Bahia.

Hoje são 14 botânicos na receita do Hambre ("fome de vida, fome de dançar, fome de conversar", justifica Guilherme): zimbro, raiz de angélica, coentro, alcaçuz, cardamomo, castanha de caju, castanha do pará, jasmin, canela, anis, baunilha, casca de limão siciliano, casca de laranja, physalis.

Para no gin?

Nem pensar. Animados com a produção da bebida a base de zimbro, a dupla já está desenvolvendo uma receita de rum, que deve chegar ao mercado em dois anos.

Você, caseiro (de cerveja ou destilados), procura uma inspiração? Estudo, paixão e um público apaixonado por novidades é um belo começo para fazer sua "panelinha" alçar voos mais altos e conquistar público além da roda de amigos.

COMO ESTAMOS BLOGUEIRANDO? Críticas, elogios, sugestões, desabafos? Aceitamos em InstagramFacebook e até no Untappd.

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista do UOL, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

O Siga o Copo é espaço para dicas, novidades e reportagens para quem já adora ou quer saber mais sobre o universo cervejeiro e de mais bebidas.