Siga o copo


Topo
Siga o Copo

Siga o Copo

Vinho com história de sangue e intrigas é pedida para final de "GoT"

Juliana Simon

2019-05-20T19:09:31

19/05/2019 09h31

Os fãs de "Game Of Thrones" já sabem: hoje é dia de ficar em casa. Mas acompanhar o episódio final da série mais sanguinária da TV não precisa ser uma experiência solitária e sem sabor.

Para assistir aos momentos cruciais da história cheia de reviravoltas sanguinolentas, o que melhor que um bom vinho, como faria Tyrion Lannister? E se esse vinho tiver uma história tão cheia de intrigas e disputas como a própria trama?

Veja também

Ele existe e vem direto de terras italianas. A história da vinícola do Ciacci Piccolomini d'Aragona Brunello di Montalcino tem sangue e intriga de sobra, mas nada ficcional.

Quem ajudou o Siga o Copo a conhecer essa história foi Manuel Luz, sommelier da loja Sonoma, e responsável pelas cartas do Bar Dona Onça e Casa do Porco.

Os donos do trono

Da poderosa família Piccolomini vieram dois papas. O mais célebre entre eles foi Pio II, eleito no conclave de 1458 e que substituiu Calixto III – proveniente da famosa família Borgia, que também é cercada de personagens que também viraram série. Entre eles, César Borgia, que inspirou Maquiavel para "O Príncipe".

O próprio conclave já revelava Enea Silvio Piccolomini (nome de nascimento de Pio II) como um candidato com artimanhas para colocar Cersei no chinelo.

Entre os 18 concorrentes estavam Isidro da Rússia, que morreu de mal súbito em Kiev; Giacomo Tebaldi, que foi assassinado por ladrões a caminho de Roma, e houve até mesmo quem recebeu a data errada para a votação.

Figura central na proteção dos estados italianos diante da expansão francesa, o papa ganhou notoriedade, mas durante a vida também mostrou outra paixão, além daquela pelo poder: a pelos vinhos.

Pio II

Dono de vários vinhedos na Toscana, o papa Pio II entrou para a história da bebida com sua produção em Montalcino. O último descendente dos Piccolomini cedeu as vinhas ao enólogo da propriedade quase 500 anos depois, em 1985, e o local é conhecido por produzir um dos mais renomados Brunellos, o Ciacci Piccolomini d'Aragona.

Sentiu falta de algo?

Para quem a série era ótima (ou nem tanto) por conta das tórridas cenas de sexo, até mesmo aí há uma referência a Pio II – quando nem padre era ainda. Em "A História Secreta da Igreja", Michael Kerrigan relembra o tratado "A Instituição do Nobre" escrito pelo jovem Enea, em que recomenda que seus leitores encontrem uma fuga para a frustração sexual em casos extraconjugais.

Em sua segunda obra, "História de Dois Amantes", o futuro pontífice narrava cartas entre os amantes (um homem e uma mulher casada) e o conteúdo ficou entre os mais populares da Europa no século 15 por ser bastante erótico.

O vinho

No aroma, cereja e cranberry, couro, tabaco e pimenta preta. Na boca, toque lácteo se junta com cereja, morango fresco, toques de alcaçuz, caramelo, nuances terrosos.

Para quem ficou curioso, a garrafa 2011, com capacidade de 10 a 15 anos de envelhecimento, é encontrada a R$ 499,90.

Sedoso, aveludado e pronto para sossegar qualquer fã ansioso pelo desfecho de uma das séries mais cativantes dos últimos anos. Drakarys e saúde 😉

COMO ESTAMOS BLOGUEIRANDO? Críticas, elogios, sugestões, desabafos? Aceitamos em InstagramFacebook e até no Untappd.

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista da Universa, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

Representando quase metade do mercado consumidor da cerveja, as mulheres estão conquistando espaços inéditos neste mundo. Seja como mestres cervejeiras, sommelières, “confrades” ou apaixonadas pela bebida mais popular do Brasil e do mundo. É o espaço para dicas, novidades, provocações e reportagens descontraídas para quem já adora ou quer saber mais sobre este universo.