Siga o copo

PUBLICIDADE
Topo

Siga o Copo

Da entrada à sobremesa, cerveja harmoniza (demais) com o Natal

só para assinantes

Juliana Simon

22/12/2017 10h53

Se a família é apaixonada por cerveja – ou um dos membros quer espalhar esse amor em plena ceia -, acredite: sempre vai ter um estilo da bebida que combina com todas as etapas da refeição.

Algumas regrinhas ajudam bastante: começar pelas cervejas mais leves e menos alcoólicas e equilibrar forças com a comida (nada de saladinha com bebida punk, por exemplo). De resto, o mais importante (e gostoso) é experimentar, provar, saborear, degustar e ver o que funciona para seu gosto e momento ;).

Aqui vão algumas sugestões:

Pontapé inicial

Vai começar com uma saladinha? A escolha clássica é a Witbier. Leve, refrescante e condimentada, ela deixa a mais sem graça das folhas + tomate mais saborosas. Se está afim de ousar – e conta com sabores mais intensos como agrião, rúcula e azeitonas -, corra atrás de uma ácida Berliner Weisse e até uma lupulada Session IPA e saia do óbvio já na entrada.

Se vai ficar só nas nozes, amendoim e etc para abrir o apetite? Ainda é bacana apostar em estilos menos intensos em corpo e álcool, mas toques mais tostados combinam melhor, Amber Ale, Brown Ale inglesa e até uma Dunkel.

Para a farofinha e o salpicão

Para estes clássicos em que vai tudo e mais um pouco, a sugestão para "se hidratar" é uma cerveja que é quase coringa nas harmonizações. Uma Hefeweizen – cerveja de trigo clássica e clara – promete casar com o sabor da farofa (se tiver banana então, é tiro certo). No salpicão, ela também casa com a leve caramelização do frango desfiado, equilibra a picância do pimentão e ainda "limpa" a gordura da maionese, graças à sua elevada carbonatação (sabe aquela espuma linda? Ela).

Se quiser dar uma temperadinha e brincar com picância, vá de lupuladas, mas não muito extremas, como uma American Pale Ale.

Quem casa com o protagonista?

Peru, tender e frango assados vão super bem com cervejas mais caramelizadas – as que já têm uma cor de âmbar para avermelhado. E como são carnes brancas, mais delicadas, não é recomendado uma pancada de álcool. Nesse caso, para deixar o protagonista da noite bem acompanhado – e manter a ceia bem democrática – , a cerveja de trigo ainda pode continuar nas taças. Outras opções interessantes são a Märzen alemã ou até uma American Amber Ale.

Se a família curte mesmo é o bom e velho bacalhau com batatas, a sugestão é ousar com uma Saison, que acrescenta citricidade e picância, além de controlar o salgadão do peixe.

Arremate de babar

Se o que você gosta mesmo é da hora do doce, os clássicos panetone e pavê também tem belas irmãs cervejeiras.

Se é a base da sobremesa é à base de frutas amarelas, como abacaxi ou damascos, cervejas de trigo, Tripel e até uma espumante cerveja champenoise são opções interessantes, que além de casarem com o frutado, ainda dão um temperinho condimentado e herbal e contam com aquela carbonatação caprichada.

A uva passa reina no doce? Opções certeiras são harmonizar com uma Dubbel ou uma Belgian Strong Dark Ale, que são escuras, com dulçor semelhante ao de frutas secas e deliciosamente alcoólicas.

Não deixa passar cereja ou morangos? Que tal experimentar com uma selvagem fruit lambic? A acidez equilibra o açúcar e ressalta as frutas!

Se o protagonista é o chocolate, dá para brincar bastante. A versão ao leite, mais doce, ganha equilíbrio com cervejas mais tostadas, como uma Brown Ale inglesa, por exemplo. Para "arredondar" versões meio-amargo e amargo, vale tentar uma Doppelbock, ou Dubbel, ou as inglesas Porter e Stout. Mas se a ideia é fechar a noite, vá nas cervejas tão intensas em álcool, corpo e tosta que parecem verdadeiros licores, como as Russian Imperial Stout e Barley Wine inglesas – as americanas costumam puxar para o amargor mais intenso e podem não ser a melhor pedida.

***

Com exceção das champenoise e barley wine, todos os outros estilos citados são encontrados até em redes de supermercados, seja por cervejarias nacionais ou exemplares importados. Mas vale sempre dar um pulinho nas lojas especializadas e pedir indicações de rótulos bacanas para se aventurar pelo universo cervejeiro.

Feliz Natal, saúde e muita cerveja boa 😉

Quer acompanhar tudo sobre este blog e o mundo das cervejas? Segue a gente no Instagram (@sigaocopo), Facebook e Untappd

Sobre a autora

Juliana Simon é jornalista do UOL, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil.

Sobre o blog

O Siga o Copo é espaço para dicas, novidades e reportagens para quem já adora ou quer saber mais sobre o universo cervejeiro e de mais bebidas.